Arroz integral: amigo do corredor

Adicionada em 26 de junho de 2013

Há um ditado popular de que somos aquilo que comemos. De certa forma, para tirar bom proveito dos alimentos que consumimos, não é preciso abdicar de tudo e passar fome. Os alimentos integrais, por exemplo, podem ser uma boa opção para repensar a sua dieta.

O nutricionista esportivo do INA (Instituto do Atleta), graduado pela USP, Andre Pellegrini indica o arroz integral como um aliado a dieta do corredor: “Por ter uma digestão mais lenta que a do arroz branco, ele é uma excelente fonte de carboidratos com digestão mais lenta, portanto, deve ser utilizado ao longo do dia, mas não imediatamente antes ou logo após os treinos”, ressalta.  

Pellegrini ainda comenta as principais propriedades e nutrientes do alimento. “O arroz branco apresenta apenas a parte do grão rica em carboidratos de fácil digestão e absorção. Já o arroz integral, além desta parte, também possui a casca (rica em fibras insolúveis – que ajudam na digestão e na manutenção de uma flora bacteriana saudável) e o gérmen (rico em cálcio, ferro, fosforo e vitaminas do complexo B).”

Os benefícios do arroz integral vão muito mais além do que, simplesmente, os relacionados à maior quantidade de fibra alimentar. O alimento é capaz de reduzir a absorção de gordura alimentar, combater o colesterol e de controlar os níveis de açúcar no sangue.

Para incorporar o cardápio do corredor, o grão pode ser cozido de diversas maneiras, como indica Pellegrini: “Sua forma de preparo padrão é refogar em azeite/cebola/alho e cozinhar um pouco mais do que o comum”.

Dica

Selecionamos uma receita para você aproveitar ao máximo as propriedades e benefícios do arroz integral.

Arroz Integral à Grega

Rendimento: 2 porções

Ingredientes

  • 1 colher(es) (chá) de azeite de oliva
  • 1 unidade(s) de cebola picada(s)
  • 1 unidade(s) de cenoura picada(s)
  • 1 xícara(s) (chá) de arroz integral
  • 1 tablete(s) de caldo de frango
  • 2 xícara(s) (chá) de água (ou mais)

Modo de Preparo

Refogue o azeite com a cebola, a cenoura e o arroz. Em seguida, adicione o caldo de galinha dissolvido na água. Vale lembrar que a quantidade de água para este alimento deve ser maior do que a usada no arroz comum, ou seja, a cada uma porção de arroz, duas de água. Quando começar a ferver, abaixe o fogo e tampe a panela. Deixe cozinhar até que água seque.

Desligue o fogo e sirva-o.

Sugestão: Você pode optar em escolher outros complementos ao invés da cenoura, como brócolis ou abobrinha. Use a criatividade e o que mais te agrada!