Estudo: mães ativas tendem a ter filhos ativos

Adicionada em 27 de março de 2014

Ser mãe de uma criança hiperativa não é tarefa fácil, mas tampouco é bom saber que seu filho passa horas e horas em frente à televisão ou computador. De acordo com uma nova pesquisa das Universidades de Cambridge e Southhampton, na Inglaterra, o comportamento dos pequenos pode ser influenciado pela falta de disposição das mães.

Os cientistas constataram que mães fisicamente ativas têm maiores chances de terem crianças com essa mesma característica. Para chegar a estes resultados, 554 crianças de quatro anos e suas mães tiveram seus batimentos cardíacos monitorados durante sete dias. O estudo mostrou que para cada minuto que as mães estavam em atividade de moderada a intensa, seus filhos ficaram propensos a estar com 10% a mais do mesmo nível de atividade.

Segundo os pesquisadores, cada hora por dia a menos de sedentarismo na rotina da mãe, pode representar uma redução de 10 minutos no cotidiano sedentário do filho. Pode parecer que esse valor é baixo e não faz muita diferença em um dia, mas quando analisado em uma semana, mês ou ano, é um número considerável. Entretanto, a pesquisa constatou que somente 53% das mães monitoradas gastam 30 minutos de atividade física de moderada a intensa, pelo menos uma vez por semana.

Encorajar as mães a serem mais enérgicas pode, portanto, contribuir para que seus filhos tenham mais disposição para brincar, correr e se divertir.