ReproduçãoFoto: Reprodução

Sangramento nos mamilos em provas longas: saiba como evitar

Adicionada em 03 de maio de 2017

Cansaço, desidratação e dores musculares são algumas das preocupações que perseguem o corredor durante uma prova longa. Se você é homem, um item altamente constrangedor pode engrossar a lista de contratempos. O atrito constante por um tempo longo entre a camiseta e a região do peito pode gerar um sangramento no mamilo – ferimento que já deixou muita gente sem graça em maratonas mundo afora.

Trata-se de uma dermatite de contato por irritante primário, explica o dermatologista Rodolfo Mendonça. Corriqueiro entre atletas de longas distâncias, o problema não é grave, mas costuma ser acentuado por camisetas molhadas pelo suor. A ardência durante o banho é uma das consequências do pequeno ferimento.

 

 

“A pele do mamilo não está acostumada a um atrito constante. A sola do pé e a palma da mão, por exemplo, são mais grossas, já que estão constantemente em atrito. De repente, o mamilo é exposto a essa agressão, o que provoca uma lesão em uma pele fina”, diz o médico, sugerindo que o corredor que sofre com esse problema impeça a fricção contínua na região.

Essa fricção costuma ser evitada pelas mulheres, que, com a utilização de tops, ganham sustentação e firmeza na região. Corredores experientes e treinadores de assessorias recomendam a aplicação de vaselina no bico do peito antes de correr para evitar o sangramento no mamilo. No entanto, a vaselina, que também costuma ser usada para frear o atrito entre as coxas, pode deixar manchas na roupa. Curativos também são aliados para fugir desse constrangimento.