Antes e Depois: cigarro fora, corrida dentro

Adicionada em 29 de agosto de 2013

Por Olavo Guerra

Subir seis lances de escada para cortar o cabelo era um desafio. Não era pra menos, pois transportar aqueles 98 quilos já exigia uma força hercúlea. O programador e contabilista Tiago Roberto de Oliveira, 31, sempre chegava ofegante e muito, muito cansado.

Ele fumava desde os 14 anos – o que piorava ainda mais sua situação – e desde o nascimento de sua filha, Luah, em 2006, Oliveira largou o surfe, único esporte que praticava. A vida sedentária e os dois maços de cigarro por dia o levaram aos 98 quilos em 2012.

Em junho do ano passado, começou a mudança radical na sua vida. “Larguei o cigarro e, a partir de setembro, comecei a praticar atividades físicas”, afirma o programador. Sua esposa, Simone, foi a grande incentivadora. “Ela me levou à corrida e ao Muay Thai, outra atividade que pratico hoje. Já havia acompanhado ela em algumas provas, levando-a e aguardando-a na chegada”, conta Oliveira.

O clima das corridas de rua cativou-o e logo ele fez a sua primeira, ao lado da esposa: a Corrida da Lua Cheia, uma prova de 4,3 km no parque Tingui, em Curitiba – cidade onde vive. “Foi inesquecível!”, descreve.

O começo não foi fácil. “Sai do sedentarismo total. A personal trainer que dividia com minha esposa foi muito paciente comigo”, relata Oliveira. Em uma esteira, ele corria dois minutos, seguidos de cinco minutos de caminhada.

A alimentação também mudou. “Antes, não comia uma folha de salada se quer. Coloquei a salada no meu cardápio, tudo supervisionado por uma nutricionista.” Hoje, ele ainda passa regularmente por consultas nutricionais. “Faço acompanhamento com uma profissional que jamais pensei que precisaria, uma nutricionista esportiva.”

Aos poucos, seu peso diminuiu e sua disposição aumentou. Hoje, 11 meses depois, com 66 quilos e 19 corridas no currículo – incluindo a Meia Maratona das Cataratas de 2013 e uma prova de Duathlon – o programador ainda tem metas. “percentual de gordura. Na minha primeira avaliação da academia eu estava com 28% de gordura corporal. Hoje estou com 15,9%, mas ainda quero diminuir”, conta.

O tempo está um pouco curto para correr, mas Tiago não para. “Descobri nesse esporte um momento para refletir e superar meus limites.” Seu próximo objetivo é participar da prova de triathlon do SESC em Caiobá, no Paraná. “A corrida me mostrou que realmente sou capaz!”

Surfar voltou a ser parte de sua rotina e a bicicleta e o muay thai também entraram na sua vida. “Fiquei tão empolgado com este novo estilo de vida, com a vitalidade que o exercício físico me trouxe, que convidei os funcionários da nossa empresa, a Econtabil Software, a começarem a correr. Hoje eles também fazem acompanhamento com a personal trainer”, afirma Oliviera, que colocou mais gente pra correr.

Ele deixou um recado para todas as pessoas que querem fazer como ele. “Pense que você é capaz. Você pode tudo, é só querer!”

Tem uma história interessante ou conhece alguém que tenha passado por essas mudanças? Envie pra gente!