Instagram Foto: Instagram

Sobrevivente de atentado na Maratona de Boston é atropelada enquanto treina

Adicionada em 09 de janeiro de 2019
Mais em Corrida de Rua

Uma sobrevivente do ataque terrorista da Maratona de Boston em 2013 foi atropelada enquanto atravessava uma faixa de pedestre na cidade norte-americana. Adrianne Haslet treinava, justamente, para a próxima edição da prova que mudou sua vida.

Em 2013, ela acompanhava a prova como torcedora quando ocorreu o atentado. Ela teve parte de sua perna esquerda amputada e passou a utilizar próteses. Em 2016, três anos após o ataque, ela se tornou a segunda amputada vítima daquelas explosões a completar a Maratona de Boston.

A polícia disse ao jornal Boston Globe que o motorista que a atropelou afirmou que não a viu cruzando a rua porque estava escuro e chovendo.

“Fui jogada ao ar e caí, esmagando o lado esquerdo do meu corpo. Estou completamente quebrada. Mais cirurgias devem vir”, escreveu Haslet, dançarina e palestrante motivacional, em sua conta no Instagram.

Atentado da Maratona de Boston

O atentado da Maratona de Boston de 2013 foi orquestrado pelos irmãos Tamerlan e Dzhokhar Tsarnaev, que detonaram bombas que estavam escondidas em suas mochilas. Tamerlan foi morto pela polícia depois de matar um policial ao tentar fugir de Boston. Dzhokhar foi preso e condenado à morte em 2015. Três pessoas morreram e cerca de 260 ficaram feridas – destas, 17 sofreram amputação.