DivulgaçãoFoto: Divulgação

Alemães criam palmilha que promete mapear treino em tempo real

Adicionada em 17 de julho de 2018

Uma novidade, no mínimo, curiosa deve chegar ao universo da corrida em setembro. A Runvi, uma palmilha desenvolvida por uma empresa alemã para coletar dados sobre a técnica do corredor e fornecer informações ao atleta em tempo real, foi apresentada em um site de financiamento coletivo e precisou de apenas 48 horas para arrecadar a quantia necessária para seu lançamento.

Cada palmilha da Runvi conta com trinta sensores de pressão e um par de acelerômetros (dispositivos usados para medir a aceleração própria de um sistema). Os números captados a partir dessas ferramentas “conversarão” com os atletas durante o treinamento ou a uma prova de corrida.

Os feedbacks podem ajudar a reduzir o cansaço e o risco de lesões, além da correção de falhas biomecânicas durante o exercício.

Os desenvolvedores dizem que a Runvi se conectará ao aplicativo próprio no iPhone ou Apple Watch do usuário. É nesta interface que os atletas poderão criar metas pessoais e traçar planos de treinamento.

 

 

De acordo com a marca, o acessório, apesar de ter os corredores como público-alvo, também pode ser usado em outras modalidades.

“Nossa avançada tecnologia de sensor de pressão, combinada à ciência do esporte, ajuda os corredores, ciclistas e outros atletas a se beneficiarem de medições precisas e feedback em tempo real”, afirmou Daniel Waldthausen, fundador da NWTN-Labs, o laboratório de Berlim que criou o produto.

“Não se trata de praticar mais e mais, mas, sim, sobre treinar de forma mais inteligente”, opinou o ex-corredor olímpico alemão Jonas Plass, embaixador da Runvi e medalhista de bronze no Campeonato Europeu de Atletismo em 2012 nos 4 x 400 metros.

A palmilha inteligente acompanha um movimento de coaching em tempo real na indústria da corrida. Os fones de ouvido KuaiFit, por exemplo, vêm com um monitor de ritmo cardíaco e um acelerômetro. O acessório ainda utiliza vozes de atletas olímpicos para incentivar os atletas durante o treinamento.