Djalma Vassão/Gazeta PressFoto: Djalma Vassão/Gazeta Press

Estrangeiros dominam e 30 mil festejam a 93ª São Silvestre

Adicionada em 31 de dezembro de 2017

A 93ª edição da Corrida Internacional de São Silvestre foi dominada por atletas estrangeiros, em uma manhã chuvosa de domingo em São Paulo. A prova masculina foi vencida por Dawit Admasu, nascido na Etiópia e representando o Bahrein, com o tempo de 44min15s. Na feminina, a queniana Flomena Cheyech foi dominante e cruzou a linha de chegada em 50min18s.

O Brasil não teve chances de brigar pela vitória na São Silvestre neste domingo. Na disputa entre os homens, o melhor atleta nacional foi Ederson Vilela, apenas na 11ª colocação. Na feminina, Joziane Cardoso acabou a São Silvestre na décima posição.

Esta foi a 93ª edição da São Silvestre e teve algumas novidades, sobretudo para os atletas amadores. A organização da prova instalou bloqueios em transversais à Avenida Paulista para impedir o acesso de corredores que não estavam inscritos ao evento. Com a chuva que atingiu a cidade nesta manhã, muitos dos amadores se protegeram no vão livre do Masp antes da largada.

A disputa entre os profissionais reuniu grandes estrelas mundiais. Na primeira metade da prova, os atletas de elite se mantiveram correndo juntos em pelotão. Admasu conseguiu se desgarrar dos seus adversários no Viaduto do Chá, já no último terço de corrida, e chegou com vantagem ao início da subida da Avenida Brigadeiro Luis Antônio.

Os rivais apertaram o ritmo na parte mais difícil e famosa da prova para tentar alcançá-lo, mas não chegaram a ameaçar sua vitória. Tanto que nos metros finais da Brigadeiro, o bahrenita já comemorava com os braços abertos. Mas o desgaste para vencer foi tão grande que o campeão vomitou após cruzar a linha de chegada com a marca de 44min15s.

 

 

A segunda posição foi do etíope Belay Bezabh, com 44min33s, pouco à frente do queniano bicampeão Edwin Rotich. Birhanu Balew, também do Quênia, foi o quarto. E Paul Lonyangata, campeão da Maratona de Paris, cruzou em quinto.

Na disputa feminina, a vitória foi de uma dominante Flomena Cheyech. A queniana correu de forma isolada quase toda a segunda metade da prova e cruzou a linha de chegada com o tempo de 50min18s. A etíope Sintayehu Hailemichael foi a segunda com 50min55s, seguida de sua compatriota Birhane Dibaba. Wude Ayalew foi a quarta e Paskalia Chepkorir completou o pódio montado na Avenida Paulista.

Veja os resultados da 93ª São Silvestre

Feminino

1 – Flomena Cheyech
2 – Sintayehu Hailemichael
3 – Birhane Dibaba
4 – Wude Ayalew
5 – Paskalia Chepkorir

Masculino

1 – Dawit Admasu
2 – Belay Bezabh
3 – Edwin Rotich
4 – Birhanu Balew
5 – Paul Lonyangata