Cadu MayaFoto: Cadu Maya

O desafio que me fez voltar a sentir sede de correr

Paula Narvaez
Adicionada em 24 de agosto de 2018
Mais em Corrida de Rua

Depois que o Nicolas nasceu, meu relacionamento com a corrida ficou meio confuso. Nunca me cobrei para voltar logo, muito pelo contrário, fui e continuo indo no ritmo que me dá vontade. Geralmente corro 5 km ou 7 km todos os dias e me sinto feliz assim.

Me sinto feliz por não sentir aquela fome horrorosa que sentia quando corria 100 km na semana, nem o cansaço que se fosse somado às noites mal dormidas de hoje em dia, acabariam comigo.

Só que ao mesmo tempo às vezes sinto falta da emoção de correr longe e forte, de correr provas e de me sentir orgulhosa dos meus tempos.
Precisava de alguma coisa para me trazer de volta à antiga Paula, sem me fazer perder o que minha nova versão trouxe de bom, entende?

E foi exatamente isso que o evento final do Desafio Zoom Speed Series despertou em mim. Estive presente na produção de todas as etapas do Desafio, mas em nenhuma delas me envolvi como na última.

O evento, que aconteceu na pista de atletismo do Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, reuniu as melhores corredoras de São Paulo, que brigavam pela viagem à Fernando de Noronha.

Eu sei que a maioria nem estava lá pelo prêmio, eu senti isso. E nem pelo kit, que incluía um Pegasus 35 novinho em folha (a Nike sabe fazer as coisas).

O que eu senti naquele dia nunca senti em evento nenhum. Vi corrida de verdade, mulheres que treinam de verdade e vi amor de verdade. Sem palhaçada, sem paquitagem, sem blogueiragem. Só a nata! Tudo o que eu precisava para resgatar meu amor pela corrida.

O Desafio Zoom Speed Series foi lindo! Me senti muito orgulhosa por poder fazer parte daquilo tudo, mesmo sem ter corrido. Trabalhar em prol daquelas mulheres me deu um novo gás e a vontade de começar a retomar quem eu era. Se vou conseguir é outra questão, mas que a vontade veio, sim, ela veio!

Depois de mais de 1 ano sem correr na USP, hoje de manhã fui lá treinar pelos lugares que mais adoro, e me senti incrivelmente bem dentro de mim mesma. Subindo a Biologia pude me lembrar como gosto de fazer força, de sentir a respiração difícil, as pernas pesadas.
Vou continuar no esquema sem pressão, mas acho que chegou a hora de colocar pequenas metas no horizonte, e de me sentir parte disso tudo novamente!

Ajuda, mamain?

 

Paula Narvaez

Paula Narvaez

Mãe de dois, corredora, coordenadora de marketing e autora do primeiro blog brasileiro sobre corrida para mulheres, o @correpaula. Tem todo tipo de distância no currículo, de 5km a ultramaratonas. Corre sozinha pela cidade, sem música, sem meia e sem nutellagem.

Ver mais