ASICS Golden Run: a oportunidade perfeita para conhecer Salvador

Adicionada em 16 de março de 2018
Mais em Corrida pelo Ouro

Os corredores que passarem o final de semana em Salvador para correr a ASICS Golden Run podem sentir falta de mais tempo para curtir todas as atrações turísticas da cidade, tamanha a variedade de opções. Quem puder pegar uma folga para curtir dias a mais na capital na capital baiana não se arrependerá.

Uma das dicas básicas para o visitante, tanto o de primeira viagem como o que já conheça Salvador, é percorrer as ladeiras coloridas do Pelourinho. Andar pelas ruas de pedra, parando em lojas de artesanato e roupas, é praticamente obrigatório para quem vai a Salvador. Os sobrados da região abrigam ainda restaurantes conhecidos, como o Sorriso da Dadá, da quituteira mais famosa da cidade.

Inscreva-se na ASICS Golden Run no site oficial da prova

No Largo do Pelourinho, num belo casarão azul, situa-se a Fundação Casa de Jorge Amado, que abriga objetos pessoais do escritor, como o fardão da Academia Brasileira de Letras, manuscritos originais e painéis sobre as principais obras do escritor.

Igualmente azul, do lado oposto do Largo, fica a imponente Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos. Lá, missas são realizadas com elementos da cultura africana, como atabaques e pandeiros – um bom demonstrativo da diversidade e do sincretismo religioso de Salvador.

Patrimônio da Humanidade desde 1985, o Pelourinho inclui igrejas famosas, como a do Convento de São Francisco – parada obrigatória para qualquer viajante. Com interior todo revestido de ouro, impressiona pelos detalhes e pelas extensas paredes de azulejos do claustro.

A volta pelo Centro Histórico só pode ser dada por completa com a vista de um pôr do sol do alto do Elevador Lacerda. A luz de fim de tarde é a melhor para se contemplar a Baía de Todos os Santos, realçando os barquinhos e o Forte São Marcelo: cenário perfeito para uma foto.

O Elevador Lacerda liga a Praça Tomé de Souza, na Cidade Alta, à Praça Cayru, no bairro do comércio. Embaixo, no Mercado Modelo, as 260 lojas vendem souvenirs, ímãs, instrumentos musicais, doces, cachaças e frutas da região.

É também um dos melhores locais para comprar a famosa fitinha do Bonfim. Quem não quiser colocar no pulso, pode amarrar uma na grade da Igreja do Nosso Senhor do Bonfim.

Outro local disputado para se curtir o pôr do sol é o Farol da Barra, na área externa da cafeteria. Outro ponto praticamente obrigatório em qualquer visita a Salvador é o Museu de Arte Moderna da Bahia, onde estão telas de Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Cândido Portinari, Rubem Valentim e Efrain Almeida.

Inscreva-se na ASICS Golden Run no site oficial da prova